quarta-feira, 1 de maio de 2013

[OPINIÃO] - "Pura Malícia", de Jill Mansell


Jill Mansell é daquelas escritoras que em tudo o que faz põe humor. E “Pura Malícia” não é excepção! Da autora só tinha lido “Três é Demais” e este também me divertiu mas não me surpreendeu. Por isso fui um bocado a medo ler este livro. Tive receio que pudesse ser uma perda de tempo quando tenho uma lista tão grande de livro para ler na estante.

No entanto, valeu o risco!

Após um ciclo de leituras com histórias mais pesadas sabe sempre bem ler algo mais divertido e nisso Jill Mansell sabe fazê-lo muito bem.
A história tem como personagens principais Maxime, Janey e Guy.

Maxime é uma “louca desvairada” como eu costumo dizer. Procura incessantemente ser uma jovem americana cheia de sorte e principalmente dinheiro. E é aí que surge Guy, um fotografo famoso, viúvo, pai de dois filhos. Maxime vê em Guy a “galinha dos ovos de ouro” e vai tentar de tudo para conquista-lo.

Janey, irmã de Maxime, é bastante mais ponderada, uma mulher comum e uma guerreira. Uma mulher trabalhadora, de baixa auto-estima, principalmente quando se comprara a Maxime.

Para além destas três personagens, Jill Mansell, junta mais personagens á história no decorrer do livro, que vão tendo laços com as diferentes personagens. Destas personagens, as que mais gostei são os filhos de Guy. Sempre divertidos, apesar de terem perdido a mãe muito novos, e prontos a dar cabo dos planos de Maxime, apesar de a adorarem…

Como já disse acima, este é o segundo livro de Jill Mansell e desta vez consegui conquistar-me através das suas personagens e do sentido de humor patente em todo o livro. De salientar ainda que a capa deste livro é linda! O que nos conquista ainda antes de o ler.

1 comentário:

  1. Fiquei curiosa, há que tempos não leio um assim, mais para o divertido.

    ResponderEliminar